Cachorros

Adeus, meu mal-humorado favorito

Adeus, meu mal-humorado favorito

O leitor amigo que me perdoe, mas hoje não consigo falar de futebol, ou de qualquer outro esporte. Estou triste e de luto. É fácil entender o porquê. Ele não era o mais amável dos cachorros. Latia alucinadamente sempre que alguém chegava; sempre que queria filar um pouco da nossa comida, na mesa; sempre que […]

Leia Mais
O primeiro Brasileiro não se esquece

O primeiro Brasileiro não se esquece

O meu primeiro Campeonato Brasileiro como criador de pastores alemães e dono do canil Rancho Ponderosa, começou com uma grande decepção: Rin Tin Tin (Lennox de Casa Norma) iniciou muito bem a prova de proteção (fotos acima), mas uma trapalhada do “figurante” (aquele que entra com o braço protegido para ser atacado pelos cães) acabou […]

Leia Mais
História d’um cão

História d’um cão

Esse é um poema de Luís Guimarães, poeta brasileiro do século XIX. Li-o quando era criança, no Tesouro da Juventude, na casa de minha tia Lia, em Niterói. Nunca me esqueci dele. Recentemente, com minha paixão pelos cães, enfim, consumada em Ponderosa, minha casa de Itaipava, resolvi buscá-lo, na internet. E o reli com emoção infantil. […]

Leia Mais
Filhos de quatro patas

Filhos de quatro patas

Essa crônica é dos meus tempos de colunista do Globo. Foi publicada, num Dia dos Pais (10/08/2014). Gosto muito dela, por isso, a trago para o meu blog. Dia dos Pais, futebolzinho mequetrefe nesse nosso insosso Campeonato Brasileiro (as exceções são Cruzeiro e Fluminense), Flamengo penando na lanterna e Dunga de volta à seleção, já […]

Leia Mais
Canil Rancho Ponderosa na imprensa

Canil Rancho Ponderosa na imprensa

Mal nasceu, meu Canil Rancho Ponderosa já está na imprensa! Matéria da querida ex-companheira Roni Filgueiras. Clique no link, abaixo da foto da Jade amamentando sua ninhada. http://www.uptoserra.com.br/noticias.php?n=95&t=Meu+amigo+Rin+Tin+Tin#.WIkBsUnKYSI.facebook

Leia Mais
A MÃO QUE AFAGA

A MÃO QUE AFAGA

Um dos motivos que me levaram à decisão de me aposentar, após os Jogos do Rio-2016 foi a minha enorme paixão pelos cães e a vontade de passar a dedicar muito mais tempo a eles, em minha casa de Itaipava. A história desse caso, até então mal resolvido, vem de longe. A crônica abaixo fala […]

Leia Mais